quinta-feira, Julho 31, 2014

30 MILHÕES? ESTOU CONVENCIDO...É MELHOR DO QUE O NEUER :-)))))





in imprensa nacional



Estou convencido...desta vez a clareza da compra volta a não ser nenhuma mas... de ambas as partes:





...A imprensa lisboeta diz que são 2,5 milhões...o OJogo não diz nada...lá dentro, diz que não sabe mas fala-se em 2 milhões...vendeu o peixe mais barato...a RR deu a explicação mais completa, e deve ser realmente os 2,5 milhões:


in rr



...mas a "parte Bruno de Carvalho" no anúncio oficial do FC Porto aparece e dá vontade de rir...30 milhões, por um gajo de 27 anos vindo de um clube que desceu de divisão...:-))))


Tendo em conta as maiores transferências de sempre de um GR...


in marca
in abola


...posso concluir que estamos perante um GR muito melhor que o Neuer..só sendo batido pelo Buffon...na lista dos GRs mais caros de sempre...

Estou convencidíssimo ...:-)) 

Biba o "Spanish Porto":

in marca

AINDA NÃO PAREI DE RIR COM O FUTURO SACRISTÃO DA CARREGUEIRA :-))



O Sporting foi um dos clubes que apoiaram Mário Figueiredo, clubes esses que foram criticados esta quarta-feira por Tiago Ribeiro, presidente do Estoril. Bruno de Carvalho não deixou o seu homólogo sem resposta.

«O presidente do Estoril tem feito um esforço muito grande para surgir. Mas as pessoas já o conhecem, é o presidente do Estoril, o nome é Tiago Ribeiro, acho que não devia fazer tantas intervenções e ter tanta necessidade de ser conhecido. Acho que fala de mais», atacou.




ahahahahah..."acho que não devia fazer tantas intervenções e ter tanta necessidade de ser conhecido. Acho que fala de mais"...ahahahahah....não se arranja um espelho no WCXXI? Quando mais não seja para espreitar entre as nádegas...há tanta merda a sair por qualquer orifício do futuro sacristão da Carregueira que temo que o homem sufoque em tanta palermice que debita...a lata destes gajos...

O ANDRÉ VILLAS-BOAS SENTE A FALTA DO ADJUNTO...SÓ PODE...:-)))





in maisfutebol e livescore



Ainda é capaz de ir a tempo de rectificar na 2ª mão...ainda para mais com um plantel daqueles, mas o Villas-Boas desde que saiu do FC Porto tem sido uma desgraça...depois de ter sido corrido de Inglaterra mais que uma vez...foi para este Zenit e ainda conseguiu perder o campeonato(O "CADEIRA DE SONHO" AINDA FOI A TEMPO DE DEIXAR A SUA MARCA...:-))) ...agora perde-me com equipas de Chipre sem qualquer expressão, com planteis com Hulks, Witsels, Netos, Dannys, Garays, mais uma série dos melhores jogadores russos...na 1ª mão da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões...de onde vão sair os adversários do FC Porto...o Zenit nunca o será...é certo...mas se podermos ter o Limassol em vez do Atlético de Bilbau como potenciais adversários melhor...:-))

Cá para mim, o dominador comum a todos estes insucessos pós-FC Porto é a ausência de um homem...este: :-)))


in ojogo, ontem

ahahha


Para já, Lille e Besiktas parecem já ter o bilhete para serem nossos potenciais adversários...o Limassol, mas não sei se resiste na Rússia...seria vergonhoso...e depois Copenhaga e Panathinaikos partem em vantagem depois do nulo em casa dos adversários mas tudo por decidir...

Neste momento teríamos como potenciais adversários: AEL Limassol, Lille, Besiktas, Copenhaga e Panathinaikos


Ah e hoje há mais aventuras europeias...o Rio Ave na Liga Europa:


E a canalhada que os clubes apostam forte e feio para os seus plantéis:-))))



Sobre isto, Luís Sobral no maisfutebol:

Sub-19: o mundo que separa Alemanha e Portugal

O futebol jovem nos dois países e a final na Hungria

Uma pergunta: lembra-se da última vez que uma seleção sub-19 portuguesa esteve na final de um Campeonato da Europa?

É natural que não se lembre. Já passaram onze anos e na verdade não prestamos assim tanta atenção a estas coisas. Outra pergunta: dessa seleção de 2003, quantos jogadores estiveram, por exemplo, na convocatória de Paulo Bento para o Mundial 2014?

Resposta : apenas dois, João Pereira e Hugo Almeida.

Talvez deva retirar o apenas . Foram dois. Nos últimos anos aceitámos que da formação não saía grande coisa, o que talvez também ajude a explicar ao que chegou a equipa nacional. Ter sucesso aos 19 anos, numa seleção portuguesa, deixou de ser garantia logo a seguir ao Mundial de Lisboa, em 1991.

As razões são relativamente simples.

Por um lado, é mesmo assim. O futebol de alto nível é um funil. Só passam alguns.

Por outro lado, nos últimos anos acentuou-se a circulação internacional de jogadores. O futebol é um negócio, comprar e vender chega a parecer tão ou mais importante do que o jogo.

Por último, não se desfez o preconceito quanto à idade do jogador. Portugal deve ser o país da Europa em que os futebolistas possuem a menor esperança de vida: aos 22 ainda são miúdos e não têm experiência, aos 30 já estamos fartos deles.

Quinta-feira, às 18 horas, lá estaremos todos a torcer por algo que não faz sentido: Portugal vencer a Alemanha, na Hungria .

Não fazer sentido é diferente de não poder acontecer. Claro que pode . Esperemos que aconteça, porque ganhar é bom, não me entendam mal. Se isso suceder será apenas porque o futebol é um desporto fantástico onde o improvável sucede. Nem estou a pensar nos 4-0 do Brasil, tão recentes, mas a realidade é que um mundo separa o futebol alemão do português.

A Bundesliga impôs-se como o campeonato que mais cresceu nos últimos anos. Organizado, com boas equipas, bom futebol, excelentes jogadores e estádios cheios. Em Portugal nem conseguimos eleger o presidente da Liga, esqueçam o resto.

Na Alemanha a aposta nos mais jovens foi assumida há mais de uma década. É sólida e coerente. Nós por cá formamos jogadores que depois dispensamos para os belgas, emprestamos aos franceses ou perdemos para os turcos.

Os modelos dos nossos campeonatos para jovens são ridículos. As equipas B estão repletas de estrangeiros e casos mal resolvidos dos plantéis principais. E mesmo quando os ex-juniores têm espaço, raramente se percebe qual o passo seguinte. Os clubes não demonstram possuir planos de carreira para os futebolistas que formam.

Uma análise às seleções alemã e portuguesa expõe as diferenças, a experiência de uns e outros.

No onze germânico que goleou a Áustria, cinco jogadores já competiram na Bundesliga. Integram plantéis de clubes, são opção para os treinadores. Tiveram oportunidade de defrontar alguns dos melhores do mundo. Treinaram com as referências do clube. Sentem que, se nada de errado suceder, o seu futuro passará por ali .

A Bundesliga tem feito um esforço no sentido de reduzir o número de estrangeiros por equipa. Porque os clubes percebem a vantagem da formação. Além de ter, em média, onzes mais jovens, a Alemanha caminha para os 60 por cento de jogadores formados no país. Uns dias depois da eliminação da Inglaterra, no Mundial 2014, Joachim Low abordou o tema. «Ter muitos estrangeiros na Premier League é parte do problema da Inglaterra», disse. E acrescentou. «Mudámos muita coisa a partir de 2009 e muitos jovens alemães estão a aparecer». Na Liga inglesa não há lugar para mais de 30 por cento de futebolistas formados em casa.

Em Portugal, como sabemos, os estrangeiros abundam. «A Liga portuguesa continua a estar no «top 5» no que diz respeito a jogadores estrangeiros. Houve um ligeiro decréscimo este ano, mas ainda assim são mais de metade: 52,1 por cento. Portugal é o quinto campeonato que mais recorre a estrangeiros, atrás apenas de Chipre (63.8), Inglaterra (60.4), Itália (54.1) e Turquia (53.1). Ao todo 208 estrangeiros para 399 jogadores nas 16 equipas da Liga. O Belenenses é o clube que aparece com mais portugueses no plantel, 17», escreveu o Maisfutebol em Abril. E acrescentou. « Quanto à formação, Portugal tem apenas 12 por cento jogadores oriundos das escolas dos clubes a representar as equipas principais, o quarto registo mais baixo entre os 31 campeonatos analisados por este estudo, à frente apenas da Rússia, Turquia e Itália. Só há três clubes da Liga acima da média europeia: Sporting (33 por cento), Marítimo (28) e V. Guimarães (23,1). No outro extremo estão Olhanense e Arouca, com zero jogadores formados. O Benfica tem 6,9 por cento e o FC Porto 4,2 por cento.»

Não deixa de ser irónico. No onze que eliminou a Sérvia estiveram cinco jogadores do FC Porto. Mais três do Sporting, um do Benfica, outro do Manchester City e o guarda-redes do Ribeirão. O maior fornecedor de talento, o FC Porto, é precisamente aquele que tem o pior histórico recente de aposta em jovens.

Destes onze, apenas Ronny Lopes já competiu na primeira equipa, neste caso o Manchester City. Cinco já passaram pela II Liga, via equipas B. Os restantes andaram pelos juniores. Esta também é uma diferença para a Alemanha, onde os jogadores são mais cedo chamados à competição com seniores, em escalões mais baixos. Competem com homens, crescem mais depressa.

Em Portugal a formação é poucas vezes discutida. De resto, dirigentes, treinadores e adeptos raramente se disponibilizam para analisar o tema. Desde que a bola entre, ou pelo menos exista a possibilidade de isso acontecer, não há perguntas.

Espero sinceramente que o talento, a organização e a serenidade deste conjunto de jogadores portugueses seja suficiente para derrotar a Alemanha. Em apenas 90 minutos, já sabemos que é possível. No resto da carreira de cada um deles será bem mais complicado. Mas com isso ninguém se preocupa.

DEPOIS DE TERMOS ACABADO...AGORA VAMOS EXPLODIR, DIZEM OS LAMPIÕES A TREMER...:-))

in abril 2014



No fim da época passada...enterraram-nos...este e mais os outros lampiões todos em conjugação com a esterqueira por entre as nádegas do outro lado da segunda circular...


Agora...depois de enterrados...afinal... temos 7 vidas e podemos "explodir"...:-))




in abola


Minha Nossa Senhora...eles estão todos cagados com medo que os talentos e nomes que vieram para o FC Porto carburem, o que não é o caso ainda...mas eles já nem dormem...afinal damos mais problemas sendo uns mortos-vivos do que os outros vivinhos da silva e com presidentes da moda....deixa-me rir, para já enquanto não explodimos...:-))

quarta-feira, Julho 30, 2014

ESPANHA EM ALERTA MÁXIMA :-)))

in maisfutebol


Vem aí mais um...diz este...se não vier de Espanha ou for espanhol perco todas as esperanças numa boa época...não se adaptará:-)

A NOSSA VINGANÇA: TOMEM LÁ SEUS ESPANHÓIS...:-)))


Licá e Abdoulaye vão jogar na próxima temporada na liga espanhola.

De acordo com o que o Maisfutebol confirmou, o FC Porto chegou a acordo com o Rayo Vallecano para a cedência a título de empréstimo dos dois jogadores, pelo que que o central e o extremo portistas se juntam a Zé Castro no clube de Madrid.

O acordo para empréstimo dos dois atletas, soube o Maisfutebol, já é total, depois de uma viagem dos dirigentes do Rayo Vallecano ao Porto, faltando apenas oficializar as transferências.

Licá e Abdoulaye, recorde-se, ainda fizeram o estágio de pré-temporada do FC Porto na Holanda, mas no regresso a Portugal foram informados que não entravam nas contas de Lopetegui.

Por isso, e juntamente com Ghilas e Josué, foram colocados a trabalhar à parte.

Com o empréstimo ao Rayo Vallecano, que deve ser anunciado oficialmente nas próximas horas, o FC Porto resolve o futuro dos primeiros excendentários. Isto, claro, numa altura em que Ghilas está muito perto de se mudar para o Sp. Braga.

Licá prepara-se desta forma para ter a primeira experiência no estrangeiro, depois de na época passada ter feito 34 jogos oficiais (dezoito como titular) e apontado quatro golos no FC Porto.

Já o senegalês Abdoulaye, que chegou a Portugal com 17 anos, prepara-se para sair do nosso país pela primeira vez desde que isso aconteceu. O central, recorde-se, começou a última temporada no V. Guimarães, mas foi recrutado em janeiro após a venda de Otamendi. Fez nove jogos pelos azuis e brancos, oito dos quais como titular, todos no campeonato.

in maisfutebol


A nossa vingança...especialmente o Abdoulaye que penso que é um cromo desgraçado...já o Licá, tenho pena...fui um dos defensores da sua presença no plantel no ano passado e ele portista de gema não desiludiu logo nos primeiros tempos, mas depois desapareceu como a equipa...senti-o um bocado perdido e até  medroso quando entrava e a equipa já andava perdida que não havia nada a fazer...é uma pena...às vezes um época desastrosa pode até fazer com que bons jogadores parecem piores do que realmente são...

Licá era aposta em cheio...marcava, jogava e até já tinha direito a música...tinha sido fundamental nas vitórias...basta ir ler as crónicas da época...e foi comprado ao preço da uva mijona...:-)











...mas não penso que o Abdoulaye seja o caso...acho-o mau...e dizem que o Boavista contratou o irmão para a baliza...


se for igual estão lixados...:-))

OBRIGADO ROMA PELA CLAREZA...:-))



José Angel chegou ao FC Porto a custo zero. A informação foi avançada esta terça-feira pela Roma, no seu site oficial. O clube italiano escreve que chegou a acordo com o FC Porto «para a cedência, a título definitivo e gratuito, dos direitos desportivos do futebolista José Angel».

O FC Porto recebe o jogador sem custos, mas fica apenas com 50 por cento do passe, guardando a Roma os restantes 50 por cento como forma de compensação numa futura transferência.

José Angel, recorde-se, assinou contrato com o FC Porto por quatro temporadas, até junho de 2018, tendo ficado com uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

in maisfutebol



Nada como uma informação clara do negócio...já por cá, o FC Porto só forneceu a versão Bruno de Carvalho...onde é moda qualquer badameco valer 30 milhões de cláusula para cima...:-)) Já as percentagens os portistas não precisavam de saber para nada, não é? Obrigadinha Roma, pela transparência...:-))



Pronto...ainda dava um jeitaço para muitos mas previa-se petrodólares para o acordo de rescisão:




E olha, o Benfica sempre vai mandar na Liga...:-))) Mesmo que o FC Porto inacreditavelmente estivesse do seu lado...que sapo para engolir...:-))

in abola



Pronto..mais um para mandar para a 2ª divisão...:-))


in maisfutebol


Vai no meio da tabela...por isso estão reunidas todas as condições...Ele já demonstrou ser capaz...:-)

in lancenet


Ah, hoje podem acompanhar a 1ª mão de potenciais adversários no Play-Off da LIga dos Campeões:

in livescore

terça-feira, Julho 29, 2014

MIGUEL SOUSA TAVARES - "LOS NUEVOS TIEMPOS DE PORTO"

1- Julen Lopetegui parece-me um tipo simpático e dotado de senso comum, o que já não é pouco, pois nem sempre acontece com os treinadores. Espero - o que já seria muito - que ele não pertença àquela categoria de treinadores que conseguem avaliar o jogo e os jogadores ao contrário do que o senso comum e olhar da bancada vê. Estou cansado de treinadores que não sabem ou não querem distinguir um bom jogador de um jogador medíocre e que confundem um mau desempenho com um desempenho aceitável. Mas Lopetegui, ao chegar ao FC Porto (que não é propriamente um clube menor e habituado às derrotas), assumiu um imenso risco, pois que, como escreveu alguém há dias, ele contrariou o princípio contratual entre um treinador e um clube. O princípio estabelece que um treinador chega, chega para treinar a equipa que existe, e não o contrário: sem prejuízo de, obviamente, o treinador poder desejar e pedir reforços que lhe são ou não entregues, a regra é que ele veio para treinar aquela equipa e não outra, a inventar. Mas é isso mesmo que, aparentemente, Lopetegui está a fazer no FC Porto: inventar uma nova equipa para treinar.

A ideia não deixa de ser aliciante (e por isso o Dragão encheu-se para ver o jogo de apresentação da nova equipa de Lopetegui), mas contém riscos e suscita legítimas questões: questões óbvias do ponto de vista financeiro e questões pertinentes do ponto de vista desportivo. De três em três dias, chega ao FC Porto, por indicação de Lopetegui, um novo jogador que, ou é espanhol, ou vem de Espanha. E isso leva-nos forçosamente a perguntar: seriam precisos assim tantos novos jogadores? Não vamos cair, uma vez mais, num excesso de plantel que afasta jogadores promissores que não chegam a ter tempo de evoluir? Não vamos, uma vez mais e com a excepção aparente do jovem Rúben Neve, desprezar toda a formação das escolas do clube? Não vamos deitar por terra todo o trabalho de scouting do clube, como se, de repente, só houvesse jogadores apetecíveis em terras de Espanha? Não vamos transformar uma equipa de raiz (vagamente, é certo) portuguesa numa equipa de matriz exclusivamente espanhola? E será que o novo treinador, querendo introduzir na equipa as boas soluções da recente escola espanhola, só o poderá fazer com jogadores formados em Espanha?

Bom, não sei, sei que são perguntas que fatalmente me ocorrem ao espírito, e embora deva confessar que, nesta matéria das estonteantes pré-épocas de intermináveis negócios, eu sou, por natureza, um conservador: para mim, o normal numa equipa habituada a ganhar, é comprar, no início de cada época, não mais do que quatro ou cinco jogadores, dos quais dois para entrarem de caras no onze principal; tentar, correspondentemente, livrar-se de outros 4/5 jogadores que já tenham tido tempo suficiente para demonstrar que não evoluem o necessário; e promover ao plantei principal 2/3 jogadores vindos dos juniores ou da equipa B. Ou seja, garantir, de ano para ano, uma matriz fundacional da equipa, que assegure a continuidade, com renovação parcial, de uma escola de trabalho mantida e aperfeiçoada ao longo dos tempos. O que agora se está a assistir no FC Porto é o oposto disso: é e revolução integral ou quase. Como disse, e lembrando a pobreza exibicional e competitiva da equipa desde a saída de Villas Boas, a mudança de agulha promovida pelo novo treinador não deixa de ser aliciante - desde que resulte.

Enquanto muitas caras novas entram, alguns vão sair. Entre os nomes apontados ou já confirmados, devo dizer que não tenho qualquer objecção a opor e que eles me parecem, aliás, confirmar o tal critério de bom-senso que julgo adivinhar em Lopetegui. Defour e Varela, os meus leitores sabem que não morro de amores por eles e que será sem pena alguma que os verei partir para novos horizontes onde ambos estimam vir a ser melhor apreciados. Josué e Abdoulaye são dois jogadores que verei partir com pena, mas apenas com pena de não terem conseguido confirmar as esperanças neles depositadas e aproveitar as oportunidades de que gozaram. Licá foi sempre um erro de casting e Ghilas nunca conseguiu demonstrar, nem de perto nem de longe, porque razão valeu há um ano os exorbitantes 3,8 milhões que a SAD do F.C. Porto pagou por metade do seu passe - e cuja incredulidade, por mim aqui manifestada, me valeu, aliás, o processo que a SAD me interpôs e que decorre em tribunal. E onde eu aguardo com curiosidade para ver algum responsável da SAD explicar porque se oferece 3,8 milhões por metade de um passe de um jogador cuja cláusula de rescisão era de 2 milhões e que, passado um ano e 4 golos marcados como goleador, é dispensado. Mas isso são contas de outro foro e de cujo desfecho a seu tempo darei notícias.

Do pouco que vi dos desafios de pré-época, não tiro, para já, nenhumas conclusões; nem boas nem más, é para isso que servem os jogos de pré-época. Não tiro conclusões, nem dos jogos do meu clube, nem dos jogos dos seus rivais: não embandeiro era arco com as notícias das dificuldades que Jorge Jesus está a ter para reerguer uma equipa desfeita nem levo a sério a euforia dos adeptos e alguns responsáveis sportinguistas (não o seu treinador) com os bons resultados dos jogos de preparação. E até sorrio quando leio que um novo jogador sportinguista, estrangeiro e sem nada conhecer dos rivais e do campeonato português, apresenta o Sporting como o principal candidato ao título: eis o espírito sportinguista de sempre, o que eu mais gosto. No futebol como no resto, o que eu mais temo são os adversários silenciosos, que trabalham na sombra e a longo prazo, sabendo que não interessa começar bem para acabar mal; já os outros, os que acham que quinze dias de trabalho já chegam para se imaginarem campeões, esses, a gente come-os ao pequeno-almoço.

Não dou, portanto, quase nenhuma importância ao desempenho portista nesta pré-época, sobretudo nas mãos de um treinador novo e vindo de fora, com uma equipa quase toda nova e vinda de fora. E prefiro ver jogadores cansados agora, porque estão a ganhar envergadura física para uma época inteira, do que vê-los cansados em Dezembro ou Março, quando tudo se decide. Fico contente por saber que, em teoria, pelo menos, o FC Porto se reforçou onde mais devia - no meio-campo criativo, com jogadores como Óliver e Brahimi, a juntar a Quintero, Herrera e Carlos Eduardo - e que dispõe, à partida, de duas duplas de extremos que permitem sonhar alto - Quaresma e Ricardo, a acrescentar a Adrián López e Tello. Falta, e não é pouco, ver resolvida a questão do ponta-de-lança: sai ou fica Jackson? Se sair, arranja-se alguém que dê o mínimo de garantias para lugar tão importante? Ou, correndo todos os riscos inerentes, Lopetegui quererá experimentar a alternativa de um onze sem ponta-de-lança natural, ao estilo espanhol?

2- Sempre achei que um bom ambiente de trabalho, um escritório ou umas instalações bonitas, podem fazer muito pela produtividade de quem trabalha. Foi assim com grande satisfação que vi Óliver Torres, novo reforço portista, afirmar-se feliz por se estrear com a camisola azul e branca num estádio tão bonito como o Dragão. Porque é, de facto, o estádio mais bonito que eu já vi e porque é bom ver um jogador de futebol que liga importância a isso e não se limita a debitar banalidades, como se todo o mundo que o rodeia lhe fosse indiferente.

in abola


Hoje é que não tenho mesmo nada para dizer...podia contestar aqui e ali, em jogadores citados, mas já foi mais do que discutido...só ressalvo o seu actual "conservadorismo" na avaliação da pré-época...em contraste com a do ano passado:

"Em Bogotá, vi lampejos do melhor FC Porto da última década - o de Mourinho que venceu a Taça UEFA  "
in JULHO 2013

eheheh...

Quanto ao resto estamos todos ansiosos e desejosos de saber o que sai dali...o Miguel mais do que ninguém, para dizer que bem avisou quer corra bem quer corra mal, como o costume...-)) 

Já fomos da euforia à quase depressão com assobios à mistura...eu estou com uma fezada enorme...mas nas outras épocas também estava...:-) Eu espero sempre o melhor do FC Porto esteja lá quem estiver...e a única coisa boa e é fácil de responsabilizar, é que o treinador ao contrário de outros... teve quase tudo o que queria...Pinto da Costa e SAD podem lavar as mãos...salvo a contratação do treinador :-) No fim da época ou saem em ombros ou apedrejados pelos Superdragões e a fugir em direcção a Espanha...:-))


Isto tem muita piada::-)




Nós cá gozamos com a ausência de portugueses...eles lá com a ausência de espanhóis...:-)) Até já somos metidos nas piadas:

DEIXA-ME RIR...:-))

in ojogo

Afinal nem este aceita a reforma no banco...Vamos ter outro Bolat:

in ojogo

...comprado sem fazer qualquer sentido, especialmente para quem orienta a equipa...e se no caso do Bolat parece que lhe saiu o Euromilhões pessoalmente, já o FC Porto é a Santa Casa da Misericórdia..: "O FC Porto não receberá qualquer verba pelo empréstimo"...lindo...





CONVENCER "ESPANHÓIS" É COM ELE...:-))


O Lopetegui é fantástico a convencer gajos que falem espanhol...:-))




Sim...isso foi mais o ano passado...quando dizia..:


in maisfutebol




Já este ano, há poucos dias  disse que não podia dizer se gostaria de continuar ou não...pois...

 "O que gostaria? Neste momento não posso responder, seria uma falta de respeito, pois tenho dois anos de contrato com o FC Porto"
 in rr

Olha que pergunta difícil...o que Gostaria?...Sim, era uma falta de respeito dizer que queria sair...pois a  vontade de ficar não é nenhuma...a não ser o raio do contrato...

«Qualquer clube quer ficar com os seus jogadores, mas se há uma equipa que paga o dinheiro da cláusula, mesmo que o atleta queira ficar, o que se pode fazer», questionou Jackson
in maisfutebol

Simples...se o clube não quer vender...se o jogador quer ficar... nem que a cláusula fosse de 200 milhões...mas a gente sabe qual é o teu problema Jackson...queres sair, mas não queres ficar mal visto...compreende-se...

Sinceramente é uma mais valia mas espero que fique cá com os pés e a cabeça que é para marcar golos:-)...o ano passado mesmo sendo o melhor marcador, esteve desastroso ao falhar golos fáceis...é verdade que todos os colegas também estiveram miseráveis, mas fica sempre a dúvida se está cá de corpo e alma depois do que dá a entender quando bota faladura...pois caso contrário é deixá-lo ir...


Noutras latitudes...agora é que o Messi vai vomitar...:-)

E a novela Navas é inacreditável...já esteve em 3 clubes e ainda acaba no Levante...não fosse o outro GR espanhol chegar hoje ao Porto e diria que ainda acabaria por cá ou na luz...:-))





A canalhada Sub-19 está na final...ainda vi um bocado e do que vi não jogaram grande coisa...e depois ainda estava a ver que seria um portista a falhar o único penalty e consequentemente a mandar-nos para casa...ainda bem que o GR do Braga estava lá...aquele lesão do GR principal foi uma jogada do Hélio à Van Gal...:-))))))))

Agora jogam com a Alemanha e nem é preciso dizer como vai acabar...:-))


Ah, vivam os jovens portugueses...nos juniores...:-))



in ojogo

segunda-feira, Julho 28, 2014

OS GUERREIROS ESTÃO A DESERTAR..:-))


Um já foi...o outro coloca mensagens a dizer que também já vai...o outro não pode falar para dizer que também quer ir...e os outros dois que restam...suscitam dúvidas no pelotão...um teve uns tiros certeiros no exercício recente quando era questionado por dar pouco o peito às balas, especialmente com os pés...:-) e do outro dizem que tem muita concorrência e não percebem como é capitão ...ou seja...para já os guerreiros ainda parecem aqueles filmes cómicos...:-))

QUEREM QUE AVALIE AQUILO? ESTÃO DOIDOS? :-)




Como sempre digo, os jogos de preparação são uma treta...uma bagunçada completa, com jogadores que não são serão titulares a jogar como se o fossem...com jogadores em vários estágios de preparação...uns que nem chegaram e que serão titulares de caras...mais substituições de 6 jogadores de cada vez,etc,etc e querem que tirem conclusões? Está tudo maluco ou quê? :-)

E depois já assobiaram? ahahahahahah...Eu não digo sempre que a generalidade e a maioria dos adeptos são a mesma merda?...Se calhar são os mesmos que já cantavam de galo e diziam que iríamos ganhar isto a brincar sempre que viam um espanhol a chegar...não há pachorra...e num jogo de apresentação...bem, como o FC Porto diz no anúncio que cada um lugar é um posto de combate, todos armados...se não correr bem, vai ser pior que Gaza e Ucrânia...

Dito isto...não faço apreciações individuais porque todas elas podem ser desmentidas num onze próximo do que realmente vamos ter para competir a sério...e é nessa altura que me interessa avaliar...agora, em jogos de preparação e com esta sarrabulhada? Por amor de Deus...
 

Quanto às ausências...dispensas...tudo normal...até Varela...ainda bem...não vou ter que aturar o MST...:-)


Sou apreciador desta gajo desde que saiu dos lampiões que para mim foi um alívio e é dos jogadores mais subvalorizados que existem por aí...mesmo na selecção Argentina...merece cada tostão que lhe paguem...



E parece que isto foi a anedota do dia:-)

domingo, Julho 27, 2014

EXPECTATIVAS

Há expectativas exageradas num lado e no outro expectativas deprimentes. A questão é que o Benfica no jogo que vi ontem, mesmo perdendo de forma até pouco merecida, produziu futebol para ganhar 80% dos jogos nacionais, mesmo com as transferências, com ausências e rotação de todo o plantel.  As avaliações da "morte" do Benfica são completamente exageradas. Se perderem o Gaitan, sim, será outro grande rombo, mas se não saísse continuariam a ser para mim, os grandes favoritos. As avaliações que fazem agora são um bocado precipitadas e algumas delas não reflectiam o que se passou no jogo, como o contra o Ajax. Continuam a ser uma grande equipa.

Já o FC Porto foi quase uma nulidade absoluta durante os 90 minutos. Muitíssimo pouco futebol. É verdade que as alterações foram muitas, muitas experiências, mas isso todos fazem nesta altura da época e ontem o Benfica fez o mesmo e produziu melhor futebol . Há talento, mas ainda estamos longe de ter uma equipa. E é aí que reside a expectativa. Um conjunto de talentosos, ou nomes mais ou menos sonantes das sobras dos grandes espanhóis não fazem necessariamente um grande conjunto. Talvez em Inglaterra, já haja um esboço mais definitivo do 11 titular e do que são capazes de fazer como equipa. Hoje, valeu-nos o São Fabiano, por acaso estupidamente colocado como o ego fraco deste plantel, quando só ele, e alguma ineficácia francesa evitou que não levássemos uma goleada no jogo de apresentação com 40 e tal mil nas bancadas a ver.

Cuidadinho com as expectativas. Na Luz o ano passado, já em plena época competitiva queriam mandar embora o Vieira e o Jesus, enquanto por cá as vitórias sucediam-se e chegou-se a ter vários pontos de vantagem e todos falavam arrogantemente. Todos vimos como terminou. Foguetes só no fim da festa, para o perigo deles caírem na cabeça.

SÓ MAIS UM...DOIS...ESPANHÓIS...:-))



É como eu digo...temo o futuro da Liga Espanhola...o que vale é que lá também andam a contratar estrangeiros e este até vem de Itália...mas até em Itália tínhamos que descobrir um espanhol...:-)) Sejas bem-vindo...ao Dragão...e isso comecem a contratar gajos que defendam, pois de ataque já temos que cheguem...

Como dizia ontem o Jorge Maia no OJOGO:



Ah, e dizem alguns que contratamos o GR espanhol por causa das fragilidades do Fabiano no jogo com os pés, mas diz quem conhece bem o novo GR espanhol:


Deixa-me rir...:-))


Como se coloca uma Liga com boa competitividade:


sábado, Julho 26, 2014

A BOMBA "ESPANHOLA" QUE FALTAVA...:-)))))



Foram negociações difíceis...muito difíceis...mas chegaram a bom porto...Lopetegui foi essencial mais uma vez...:-) a única coisa que eu sei é que o FC Porto comprou 100% do passe, mas vendeu imediatamente no segundo seguinte a 1000 e tal Fundos envolvidos na operação financeira...:-))

Já não restam dúvidas...assinou já e tudo:



E evidentemente o Lopetegui não quer os louros só para si...:-)))



O ano passado com um plantel daqueles e a fazer asneiras daquelas, todos sonhavam com a Liga dos Campeões...Se este ano não ganharmos isto com um pé às costas...nem sei o que dizer...:-))))


Ahahaha: